Relação entre sexualidade e saúde da mulher

Não tem como falar sobre a saúde da mulher e não abordar a sexualidade. Estão diretamente conectadas, porém a sexualidade da mulher muitas vezes é deixada de lado e isso acaba afetando a sua saúde.

Algumas mulheres ainda sentem vergonha em falar sobre sua sexualidade e a falta de conversar sobre esse assunto seja com o parceiro, uma amiga ou um profissional de saúde, acaba afetando a sua saúde mental e física.

A sexualidade e sexo deveriam ser tratados com mais naturalidade, pois desempenham um papel extremamente importante na saúde e no bem-estar das mulheres ao longo da vida. Mudanças físicas, aparecimento de doenças, problemas psicológicos, estresses, algum assunto mal resolvido entre o casal ou na família, são motivos que podem afetar o sexo e a sexualidade do casal.

Sexualidade feminina

Antigamente, nem tão antigamente assim, o sexo era visto apenas para a reprodução, para constituir uma família. O ato sexual para satisfazer, gerar prazer, era totalmente reprimido. Visto muitas vezes como sujo, pecaminoso e moralmente errado.

Por causa desse tabu e da condenação social, a sexualidade da mulher era afetada por essas questões. As casadas só poderiam se relacionar sexualmente com o marido se fosse para gerar filhos, nem pensar para sentir prazer e a maioria dos homens tinham amantes fora do casamento, porque as mulheres de fora da casa poderiam sentir prazer, a esposa não. As solteiras não poderiam ter relações sexuais, pois eram mal-vistas e não eram valorizadas. Esses pensamentos eram culturalmente muito fortes e afetavam muito as mulheres.

A relação sexual precisa e merece atenção, pois ela está diretamente ligada a saúde do ser humano e pode gerar vários benefícios ou problemas dependendo do caso.

Segundo uma pesquisa da USP de 2016, o sexo e prazer são considerados essencial tanto a vida das mulheres, quanto na dos homens. Mas infelizmente ainda hoje muitas mulheres não sentem prazer com a prática sexual, não se sentem à vontade com seus parceiros, acham que só os homens que podem sentir prazer, a falta de sexo é prejudicial à saúde da mulher. Isso, se deve muitas vezes pelo fato que algumas mulheres não tem conhecimento do próprio corpo, ou seja, por não se masturbarem ou não saberem como se excitar. Ou por problemas de ansiedade ou até por problemas de saúde, mas que por constrangimento não procuram um médico.

Benefícios da relação sexual para a saúde da mulher

A prática sexual libera endorfinas e oxitocinas na corrente sanguínea gerando uma sensação de bem-estar. Para ocorrer esses benefícios, é importante que o casal esteja em sintonia, há demonstrações de carinho e afeto e explorem a sexualidade.

A seguir alguns benefícios de uma vida sexual saudável.

Disposição

A relação sexual traz mais disposição para a pessoa, através do orgasmo é liberado a dopamina, que é um neurotransmissor envolvido no processo do controle motor, bem-estar, humor e algumas funções endócrinas.

Imunidade

Pessoas que tem a vida sexual ativa produzem imunoglobulina, um anticorpo que melhora o desempenho do sistema imunológico contra agentes agressores.

Autoestima

A sexualidade da mulher quando explorada aumenta sua autoestima, pois ela sente mais linda e desejada. Há uma troca de carinho entre as duas pessoas, a uma atração, que acaba refletindo por fora.

TPM e cólicas

A tensão pré-menstrual pode ser aliviada com alguns hormônios liberados durante o sexo, que aliviam, também, cólicas e dores.

Apostar nas preliminares e desbravar as zonas erógenas do corpo, também geram benefícios contra a TMP e as dores menstruais.

Melhora o sono

Um dos benefícios do sexo é sua atuação no sono. Depois da relação as pessoas costumam ficar mais relaxadas, tranquilas, deixam um pouco de lado os problemas do dia a dia, com isso conseguem dormir melhor e ter um boa noite de sono.

Redução do estresse

É comprovado que fazer sexo quando você está com um nível de estresse alto ou teve um dia complicado, alivia as suas tensões, melhora a ansiedade e o humor.

Sistema cardiovascular

A relação sexual durante um período aumenta os batimentos cardíacos e a pressão arterial. Por isso, se feita com frequência, proporciona inúmeros benefícios à saúde.

Relacionamento do casal

O relacionamento do casal tem uma melhora após a prática sexual, pois durante a relação é liberado a ocitocina através dos orgasmos, que é conhecida pelo “hormônio do amor. Esse hormônio tem o efeito de conectar as pessoas e deixá-las mais próximas.

Conclusão

Como tudo na vida, o sexo só é prazeroso e traz benefícios, quando é bom, não gera problemas, é consensual e sentimos à vontade para fazer. É essencial que o casal converse, tenha uma relação de respeito e união. Quando os dois estão em sintonia, a relação ocorre de forma mais natural e ambos sentem a liberdade de fazerem o que gostam e como gostam. É importante também que a mulher tenha o autoconhecimento do seu corpo, que explore a sua sexualidade e saiba o que traz prazer a ela.

Para ajudar no prazer feminino o parceiro pode usar de estratégias que favoreçam o orgasmo feminino, como o uso de gel lubrificante, bomba peniana, brinquedos eróticos, fantasias, entre outros. Os resultados de homens que usam a bomba peniana é comprovada, além de ajudar os homens com a impotência ou com a ejaculação precoce, ajuda as mulheres a terem uma relação sexual mais satisfatória e com mais prazer.