Saúde do ombro: como cuidar melhor do manguito rotador na academia

Você é um dos muitos em todo o país que decidiram que este seria o ano para fazer mais exercícios? 

Fazer exercícios é uma das duas soluções mais comuns para quem quer tonificar os ombros (comer de forma mais saudável também está no topo) e, embora possa ser fantástico para a nossa saúde, uma lesão pode atrapalhar nossos melhores esforços para melhorar o condicionamento físico.

Uma área a se prestar atenção é o ombro e, particularmente, o manguito rotador.

Conhecendo seu manguito rotador

O ombro tem mais amplitude de movimento do que qualquer outra articulação do corpo. 

Um ombro saudável requer um equilíbrio complexo de força, estabilidade e amplitude de movimento para funcionar bem.

Pensamos principalmente em músculos fortes quando visualizamos um ombro saudável, mas mesmo o ombro de um fisiculturista pode sentir dor se ocorrer uma lesão. 

Para ajudar a manter seu ombro funcionando bem e para manter sua estabilidade dinâmica e força funcional, você deve proteger o manguito rotador.

O manguito rotador é uma combinação de quatro músculos que estabilizam o ombro. 

Esses músculos, os músculos supraespinhal, infraespinhal, subescapular e redondo menor, têm tendões que se fixam ao osso do braço (o úmero) e estabilizam o ombro, permitindo que ele “gire” para cima, para baixo, para frente, para trás e para dentro e para fora.

Manter o manguito rotador em boas condições

Antes de iniciar uma rotina de exercícios, é recomendável consultar seu médico para se certificar de que você está de boa saúde. 

Seu programa de exercícios deve sempre ser ajustado com base em seu estado atual de saúde ou no seu médico ortopedista especialista em ombro te recomenda 

Ao praticar exercícios na academia este ano, essas cinco coisas irão otimizar a saúde de seus ombros como parte de um programa de exercícios completo:

1. Aquecimento : antes de iniciar exercícios de resistência mais pesados, comece com um breve aquecimento para despertar e preparar os músculos.

2. Alongamento : como parte do aquecimento, comece com alongamentos para os ombros. Os alongamentos sempre devem ser feitos com cuidado e ajustados ao seu nível pessoal de flexibilidade. Alongue os ombros em cinco direções: para a frente (flexão), para o lado (abdução), transversalmente ao corpo (adução), atrás das costas (rotação interna) e para o lado (rotação externa).

3. Verifique sua resistência : não tente competir com ninguém. Ao iniciar os exercícios de treinamento com pesos, comece com um peso relativamente leve que você possa suportar facilmente. Se você estiver voltando à academia após um intervalo, tente exercícios de alta repetição para ajudar a aumentar a resistência e a força.

4. Mantenha o controle : Faça exercícios de resistência de forma lenta e controlada para ajudar as articulações e ligamentos a permanecerem estáveis ​​durante o exercício.

5. Evite a dor : quando um movimento ou exercício dói, não o faça. Essa pode ser a maneira que seu corpo usa para informá-lo de que algo não está certo. Você pode precisar ajustar sua técnica ou consultar um profissional.